Inverno: demanda por cirurgia plástica aumenta em até 50% - essa é uma excelente época para realização de procedimentos




•Entre abril a agosto, as principais cirurgias realizadas pelas mulheres são de contorno corporal, como lipoaspiração, abdominoplastia e cirurgias de mama

•No período de baixas temperaturas, a exposição ao sol é menor e favorece o uso prolongado de cintas modeladora
s


Ter os seios mais volumosos, bumbum arrebitado e barriga com menos gordurinhas acumuladas... Em busca destes objetivos, cada vez mais as mulheres procuram os cirurgiões plásticos, principalmente quando o verão está chegando. Mas, o que as pessoas começaram a descobrir é que os procedimentos devem ser realizados durante o inverno para dar tempo de arrasar com o novo visual nos dias mais quentes do ano, cumprindo melhor todo o período pós-operatório e sem o desconforto causado pelo calor.

Segundo o cirurgião plástico Dr. Eduardo Lintz (CRM-SP 87553), chefe do serviço de cirurgia plástica do HCor, em São Paulo, e professor assistente do Instituto Ivo Pitanguy, no Rio de Janeiro, realizar uma cirurgia plástica no inverno pode trazer inúmeros benefícios estéticos e de saúde para o paciente. Ele explica que os dias frios ajudam a diminuir o inchaço, facilitam o uso das roupas e cintas modeladoras no período de recuperação, além de contribuir para um bom processo de cicatrização.

Devido a esses fatores positivos, o cirurgião plástico detecta um aumento de até 50% no número de cirurgias plásticas realizadas entre os meses de abril e agosto nos últimos anos, em sua clínica. As cirurgias mais procuradas pelas mulheres são as de contorno corporal, como lipoaspiração, abdominoplastia e cirurgias de mama. Já os homens, com idade a partir dos 40, procuram por lipoaspiração, ginecomastia e abdominoplastia.

O cirurgião plástico alerta que ao mesmo tempo que a demanda por cirurgia plástica aumenta no inverno, também são registrados mais casos de cirurgias sem sucesso em todo o país. “Por isso, é preciso que cada pessoa procure informações sobre a atuação do médico, referências sobre seu trabalho e locais onde ele opera. Clínicas e hospitais precisam ter liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a realização dos procedimentos, pois, os bons resultados das cirurgias plásticas dependem da segurança em todo o processo”, alerta.

PRINCIPAIS CUIDADOS ANTES E DEPOIS DA CIRURGIA

Na primeira consulta, os interessados precisam entender os prós e contras de uma cirurgia plástica, do tempo de recuperação, dos cuidados, alinhar expectativas às técnicas existentes e com os exames pré-operatórios sem anormalidades. Para as pessoas que pretendem realizar alguma alteração corporal, o ideal é operar com o peso adequado.

Para uma cirurgia de sucesso, é necessário ainda ter cuidado na escolha do médico que realizará a operação. O profissional precisa ser formado por uma instituição reconhecida, ter sido aprovado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, operar em centros médicos de ponta e utilizar material cirúrgico de qualidade. Desta forma, o paciente terá a segurança que o médico é especialista na área.

Os exames pré-operatórios que devem ser realizados são: os de sangue, eletrocardiograma, ultrassonografia de mama ou abdômen e outros mais específicos, como no caso da realização de uma rinoplastia.

Os resultados da cirurgia começam a aparecer, geralmente, de 3 a 4 meses após o procedimento e se consolidam depois de 12 meses. Durante toda esta fase, o paciente deve seguir as orientações do cirurgião em relação à dieta, realização de exercícios físicos e drenagem linfática. É proibida a exposição ao sol nos primeiros meses após o procedimento.


Para quem pretende realizar uma cirurgia plástica no período do inverno, Dr. Eduardo Lintz lista alguns pontos positivos que favorecem a escolha da data:

Durante o inverno há baixa incidência dos raios solares. Nessa época, o paciente fica mais tempo em casa e isso facilita o período pós-operatório, garante boa cicatrização e evita o aparecimento de manchas na pele e cicatrize escurecidas.

Os meses de julho e agosto também correspondem ao período de férias escolares, o que proporciona às mulheres maior disponibilidade para cumprir o repouso necessário para a recuperação, porque não precisam levar às crianças à escola;

A cirurgia plástica sempre causa um pouco de inchaço - considerado comum no pós-operatório de qualquer cirurgia –, mas que pode ser mais acentuado em função do calor, causando incômodo para o paciente. Quando as temperaturas estão mais amenas, a área do edema tende a ser menos intensa;

Alguns tipos de cirurgias plásticas (lipoaspiração e a abdominoplastia) necessitam do uso de cintas modeladoras no período pós-operatório, que são mais toleradas durante os dias mais frios. Além disso, malhas ou outros curativos ficam mais escondidos pelas roupas mais largas usadas nesta época.

Postagens mais visitadas deste blog

FINANÇAS PESSOAIS: CINCO SINAIS QUE VOCÊ DEVE EVITAR EM 2020

DEMANDA POR SMARTLOCKERS CRESCE 30% NA LOGÍSTICA DO E-COMMERCE

Coronavírus: como as decisões dos governos afetam nosso bolso?