VENDAS DE MEDICAMENTOS NA REGIÃO SUL TÊM AUMENTO DE 4,96%



Já as vendas de medicamentos genéricos na região Sul tiveram queda nos estados do Paraná e Rio Grande do Sul



Março de 2016 – Segundo pesquisa encomendada pela Abradilan (Associação Brasileira de Distribuição e Logística de Produtos Farmacêuticos), em 2015, na região sul foram vendidas mais de 740 milhões de unidades de medicamentos, sendo 4,96% maior do que no ano anterior. Já na avaliação individual dos estados, o Rio Grande do sul, no mesmo período apresentou um crescimento de 3,16%, Santa Catarina teve crescimento de 9,80% e o Paraná um aumento de 4,42%.

Já as vendas de medicamentos genéricos na região Sul em 2015 foram de mais de 213 milhões de unidades, sendo 0,66% menor do que no ano anterior. O Rio Grande do Sul, no mesmo período apresentou uma queda de 1,77% ,Santa Catarina teve um crescimento de 3,77% e o Paraná uma queda de 2%. Esses dados foram elaborados pela empresa IMS Health.

Para discutir avanços e apresentar novidades do setor farmacêutico (saúde, beleza e bem-estar), nos dias 16,17 e 18 de março, a Abradilan realiza em Curitiba (PR), a 12ª edição da Abradilanfarma (http://abradilan.com.br/farma2016/afeira.php), considerada o maior encontro do segmento, que acontece no Expotrade Convention Center, das 14h às 21h. A feira oferece entrada gratuita para empresários da indústria farmacêutica, distribuidoras de medicamentos, proprietários de farmácias, além de representantes de segmentos afins, como higiene e beleza, empresas de tecnologia e automação de farmácias, empresas fabricantes de produtos para saúde e demais profissionais do setor. Serão apresentados diversos lançamentos do canal farma com foco em saúde, beleza e bem estar. Os associados da Abradilan são responsáveis pela distribuição de 21% das unidades vendidas dos medicamentos no Brasil, e 28,7% dos medicamentos genéricos. Eles visitam 96% dos municípios do país e atendem 71% das farmácias em todo território nacional. Presentes em 24 estados, os 143 associados da Abradilan, empregam 11.000 pessoas diretamente. (Nota desenvolvida por Anna Karina Spedanieri).

Postagens mais visitadas deste blog

FINANÇAS PESSOAIS: CINCO SINAIS QUE VOCÊ DEVE EVITAR EM 2020

DEMANDA POR SMARTLOCKERS CRESCE 30% NA LOGÍSTICA DO E-COMMERCE

Coronavírus: como as decisões dos governos afetam nosso bolso?