ABRALOG IMPULSIONA ATUAÇÃO NA REGIÃO SUL DO PAÍS



Ao participar nesta terça-feira 23.10.2018 da instalação da 5ª Logistique, em Joinville (SC), Pedro Francisco Moreira, presidente da Abralog, afirmou que a região Sul precisava de um evento como esse, que reune grandes empresas de serviços, tecnologia e transporte no País. "O esforço feito pela Logistique está em sintonia com a missão da Abralog, que a cada dia busca chegar a mais regiões do Brasil, levando conteúdo para ajudar nos processos logísticos das empresas”,

A Abralog apoiou o evento e também se incumbiu do conteúdo do primeiro dia da 5ª edição da Logistique, que contou com palestras de empresas associados sobre temas cruciais como Inteligência Artificial, Internet das Coisas, Big Data e Blockchain. Após essas apresentações, Pedro Moreira mediou debate que reuniu os palestrantes, para ressaltar aspectos importantes das falas e discutir com o público presente.

Em sua palestra sobre Supply Chain 4.0, o CEO do BBM Logística, André Alarcon de Almeida Prado, conselheiro da Abralog, destacou mudanças da logística dos últimos 30 anos. “O que era uma função puramente operacional torna-se uma função de gerenciamento integrado da cadeia de suprimentos, que é suportada por tecnologias como IoT, Robótica, Big Data e S&OP integrado (Sales em Operations Planning). Essa nova fase da logística é denominada Supply Chain 4.0”, destacou.

Outro palestrante trazido pela Abralog, Francisco Carlos Borges de Assis Moura, presidente da ABIAF (Associação Brasileira da Indústria) de Armazenagem Frigorificada) discorreu sobre evolução, desafios e oportunidados na Cadeia do Frio. Assis Moura lembrou que nos últimos 10 anos o setor cresceu acima do PIB e ressaltou que os investimentos a serem realizados nos próximos anos são considerados de extrema importância para que se continue com trajetória de crescimento.

Já Bernardo de Souza Madeira, co-fundador da Smarechains, associado da Abralog, mostrou porque a plataforma Blockchain tem despertado a atenção do mundo como tendência disruptiva e inovadora. Segundo ele, a ferramenta pode transformar a prestação de serviços, trazendo para a indústria de logística aumento da confiança, diminuição de custos e riscos, além de elevar o compliance e a eficiência dos processos mediante a automação. Ele também apresentaou casos de uso em logística e supply chain.

Postagens mais visitadas deste blog

FINANÇAS PESSOAIS: CINCO SINAIS QUE VOCÊ DEVE EVITAR EM 2020

DEMANDA POR SMARTLOCKERS CRESCE 30% NA LOGÍSTICA DO E-COMMERCE

Coronavírus: como as decisões dos governos afetam nosso bolso?